A Aposta

Lizandro, é um jovem de dezesseis anos apaixonado por Selma, uma aluna de sua sala admirada por todos os garotos da escola, inclusive por seu irmão Daniel, que tem dezoito anos. Lúcia, melhor amiga de Selma, esconde sua paixão por Lizandro e a inveja que sente da amiga. Selma, apesar de bonita e inteligente, é uma garota tímida e carente, que também está desfrutando do primeiro amor.

O livro é narrado por todos os personagens principais - exceto por Selma, afinal, a estória praticamente gira em torno dela! - , sendo cada capítulo pertencente a um deles. Assim, o leitor consegue visualizar o desenrolar da história por meio do ponto de vista de cada um. 

O trama se inicia quando os garotos da escola resolvem fazer uma aposta em Selma, e Lizandro, ao saber disto, faz de tudo para superar suas barreiras sentimentais e proteger a amada. Para isto é necessário fazer parte da roda de amigos do irmão, o que deixa sua mãe super preocupada. Além disto, é preciso tomar conhecimento das atitudes de Selma, o que lhe faz aproximar-se de Lúcia, fazendo com que ela se apaixone ainda mais.

Todavia, quando Lúcia e Daniel tomam conhecimento das pretensões de Lizandro, eles se unem para não deixar que o casal descubram o sentimento um do outro.

O momento final é o baile de formatura de Selma, onde ela descobre tudo sobre a aposta e sobre a falsidade da amiga. Mesmo assim, ela acredita que o melhor á fazer é afastar-se de Lizandro, e só então estes personagens começam á dialogar entre si, redescobrindo o amor que sentiam um pelo outro.

. . .


Comecemos pelo protagonista, Lizandro. Moreno, alto, desengonçado. Não muito magro, nem gordo. Cabelos castanhos bagunçados, sorriso infantil. Ingênuo, mas observador. Sensível, mas bravio. Inteligente, apaixonado. Bom de matemática, ruim em matéria de amor. Muito, mas muito mesmo, apegado ao pai, enquanto ele fora vivo. Tem os olhos dele, olhos sonhadores. 

Seu grande amor chama-se Selma, uma garota tímida com cabelos alaranjados, que exala um cheiro doce quando lhes sacode. Não se sabia muito sobre ela, chegou na escola a menos de três anos, nunca havia beijado ninguém. Sabia-se apenas que estava passando por dificuldades financeiras quando viera para a cidade. De lá para cá as coisas deviam ter melhorado, pois seus olhos escuros estavam brilhosos, e sua pele estava hidratada. Sem falar que não andava mais por aí parecendo uma moleca, agora ela usava brincos, e seu busto chamava atenção. 

Caíra na sala de Lizandro nesse ano, e aquilo que não passava de atração, transformou-se em amor. Muitos garotos se sentiam atraídos por ela. Muitas garotas gostavam de ser sua amiga. Até os professores gostavam dela. Mas somente Lizandro, que lhe observava cuidadosamente dia após dia, era capaz de amá-la daquela forma. 

O que mais o entediava era que até o seu irmão, Daniel, era a fim dela. Tudo bem, não tinha como não ser, mas não precisava perguntar por ela todo dia, sabendo que o coitado era apaixonado pela mesma. Talvez ele tivesse mais chances, afinal. 

Daniel era mais velho. Não veio ao mundo numa boa hora, já que Marta e Luciano eram muito jovens para serem pais. Talvez por isso não foi tão bem amado quanto Lizandro, que fez parte de uma gravidez planejada, esperada e bem vinda. Quatro anos de diferença entre os dois. 

Daniel terminava o ensino médio enquanto Lizandro acabara de entrar. Era um garoto aparentemente simpático, que não costumava compartilhar suas emoções conosco. Tinha muitos colegas, mas o único que apreciava como amigo era o irmão, apesar de Lizandro não o considerar assim. Lizandro lhe via mais como um adversário, por estar sempre competindo com ele.

Comentários

+ Lidas