Dani & Rick


Rodrigo é um jovem jornalista que se apaixonou pela estrela rock do momento. O que ele não sabe é que a diva Daniela, assim como toda rockeira bem sucedida, é uma garota problemática com uma história de vida marcante. 

Entre tanta inveja e admiração, Daniela não acredita que exista amor verdadeiro. Além disso, tem que conviver com o drama de seu irmão Rick, que insiste em ganhar a vida com um desvio de conduta.

. . .

Ele era um rocker de verdade. Daquele tipo que se enchia de pirces e tatuagens, pintava o rosto e as unhas, rasgava as calças, cortava o cabelo com as próprias mãos, estava sempre de preto. Dentro de casa, ouvia o som no volume máximo, delirava nas drogas, ria a beça, divertindo-se. Na rua, danava solitário, vagava dentro da noite, sério e silencioso. Eu me sentia mais atraída quando ele se encontrava nesse aspecto sombrio, jogado em algum canto quase sem respirar, seguindo-me com seus olhos escuros, as pupilas vermelhas de tanta fumaça. O look não variava, no frio usava jeans preto e sobretudo, no calor usava seu jeans detonado e uma regata, mas a maquiagem nunca lhe faltava: batom preto muito lápis de olho. Rick adorava acessórios, estava sempre de alargador na orelha, munhequeiras, correntes com pingente de soco inglês, braceletes, cólera, anéis de caveira. No pé, um all star velho ou um coturno reluzente. Cabelos negros, cortado desleixadamente, cheirando a shampoo de amora. Isso ninguém podia dizer, ele era limpinho, adorava tomar banho de chuva. A única coisa que me incomodava era seu vício. Tinha ilusões surreais com freqüência, certa vez tivera uma overdose em meus braços, graças a Deus não foi fatal. Ah, Rick não acredita em Deus. Ele crê na ciência. 


Comentários

+ Lidas